Educação financeira para jovens: 7 erros mais frequentes

financial education

Os jovens costumam cometer erros de novato que são totalmente evitáveis com uma educação financeira adequada. O financiamento não é uma questão simples, portanto entendemos que eles não sabem como controlar suas transações. Para evitar aversões, apresentaremos os  7 erros mais frequentes dos jovens em relação às suas finanças.

Se você tem entre 15 e 30 anos, este artigo o ajudará a não cometer os mesmos erros dos outros, a antecipá-los antes que seja tarde demais. Tudo será muito mais simples e você terá segurança financeira, apenas se prestar atenção.

Portanto, nunca é tarde para aprender e a informação é poder. Esquive os problemas com as informações abaixo.

1.- Gastar mais do que você ingressa

 

Uma educação financeira correta para os jovens deve recomendar que eles gastem muito menos do que ingressa para poder poupar e obter segurança financeira. Infelizmente, nem todo mundo tem essa educação, então eles acabam gastando mais do que ganham, causando problemas totalmente indesejáveis.

Com essa atitude, os empréstimos começam, uma solução que deve ser evitada a todo custo. A solução não é pedir dinheiro em um mês com o objetivo de devolvê-lo no próximo mês, embora nossos cálculos o permitam. Talvez no próximo mês você tenha uma despesa imprevista e, portanto, não poderá pagar o empréstimo. Solicitar um empréstimo significa adquirir uma dívida.

Isto é o que é conhecido popularmente como “viver acima do seus meios”.

2.- Não poupar

 

Neste caso, você não gasta mais do que ingressa, mas gasta praticamente tudo o que ingressa, sem poupar nada. Quando os jovens ouvem a palavra “poupar”, eles a veem como chata ou negativa, mas não há nada mais saudável para a mente e nossas finanças do que ter dinheiro no futuro para o que possa acontecer.

Isso é chamado segurança financeira ou bem-estar financeiro. Se não economizarmos, não poderemos enfrentar pagamentos que não esperamos, como um acidente de carro. Também não nos ajuda a ideia de parar de sair para jantar fora, para pagar pelo acidente.

Nunca precisamos alterar nosso estilo de vida tendo que enfrentar um pagamento; Nesse caso, significa que estamos vivendo acima de nossos meios.

3.- Contratação de produtos financeiros inadequados

 

Isso se deve principalmente à falta de conhecimento dos jovens sobre bancos e produtos financeiros. Quando eles vão trabalhar pela primeira vez, a empresa solicita um débito direto, ou seja, um número de conta para inserir a folha de pagamento. Este é o momento em que eles escolhem o banco e os erros começam.

Normalmente, eles escolhem o mesmo banco que seus parentes ou amigos, mas, muitas vezes, estão mais interessados em escolher um banco diferente. O erro começa quando somos cobrados demais pela manutenção do cartão de crédito/débito, manutenção da conta, franquias, comissões desnecessárias, poucas agências ou caixas eletrônicos onde conseguir dinheiro, etc.

financial education

4.- Contratar seguros desnecessários

 

No caso do seguro residencial, de vida e de veículo, é mais do que justificado, mas existem seguros que são dispensáveis, como o seguro pelo móvel. Por outro lado, se vamos comprar um bem que exija a contratação de seguro, podemos ter que avaliar se somente podemos comprar esse bem, ou se estamos realmente interessados nele.

O excesso de contratação desses tipos de produtos reduz a capacidade de economia, pois eles se tornam uma despesa desnecessária.

5.- Comprar sem levar em conta a manutenção

 

Outra grande lição de educação financeira para jovens é que você precisa comprar valorizando o que nos custará para manter esse bem. Fazemos menção especial a residências e veículos, bens que precisam de manutenção e que não necessariamente significam um custo baixo.

No caso de moradia, deve-se ter em consideração o seguinte:

  • Hipoteca ou aluguel: se você for constituir uma hipoteca, tenha cuidado com toda a burocracia, porque é muito cara. Tenha cuidado no mês em que você não paga uma hipoteca, porque ela tem juros muito altos de atraso.
  • Serviços: você tem que pagar por eletricidade e água, no mínimo. Adicione gás ou conexão à Internet.
  • Despesas comunitárias, se for uma comunidade de vizinhos: aqui pode se desperdiçar muito dinheiro.
  • Impostos: a vivenda tem impostos que dependem do país.

No caso do carro:

  • Se o financiamos, a carta ou taxa mensal: o mesmo que a hipoteca, se não pagarmos o mês, tenha cuidado com os interesses.
  • Manutenção do carro Cheques, rodas, gasolina/diesel, garagem, limpeza, etc.
  • Impostos: no caso de Portugal, o imposto de circulação.
  • Licenças: Segundo o caso, se o carro é antigo, teremos que passar por revisões para autorizar sua circulação.

 

6.- Não manter os impostos atualizados

 

Os impostos entram em despesas fixas porque ninguém se livra deles, e você não vai ser a exceção. No caso de não manter os impostos atualizados, eles impõem sobretaxas por atraso no pagamento ou vencimento, o que significa ter que pagar o que corresponde mais juros.

Isso esgota nossa economia por causa de um planejamento insuficiente ou de uma mera irresponsabilidade. Mantenha os impostos atualizados para evitar problemas.

 

7.- Gastos excessivos em lazer

 

Finalmente, e exatamente o que deseja erradicar a educação financeira para jovens, os altos gastos em lazer que os jovens têm e não querem desistir. O argumento que eles usam é “se eu não viver agora, quando o farei?” É um erro acreditar que aconselhamos que você não gaste muito em lazer, porque queremos que você fique chato, mas não é assim.

Se aconselhamos isso, é porque você não tem ingressos suficientes, como para poder gastar tanto em lazer. Viajar, festejar, moda, comprar videogames, são despesas necessárias para qualquer millennial, mas podem ser reduzidas um pouco, certo?

Até aqui, os 7 erros mais frequentes dos jovens em relação às suas finanças. Se você acha que esquecemos alguns, não hesite em nos informar abaixo. Estamos felizes em ler e responder às suas perguntas.

LEIA MAIS ARTIGOS SOBRE EDUCAÇÃO FINANCEIRA BÁSICA PARA JOVENS

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *