As 10 noções básicas de educação financeira

Economizando dinheiro

A educação financeira é um assunto muito amplo, do qual podemos aprender muito, porque tudo o que encontramos nela pode nos ajudar no dia-a-dia. É importante conhecer o básico deste mundo, pois ele nos permite desenvolvimento pessoal e econômico. Podemos dizer que, com as 10 noções básicas de educação financeira, você dará um salto qualitativo na administração de seus ativos.

Se você consegue entender cada um deles, pode entender melhor como ser eficiente e como o dinheiro funciona.

 

1.- Saiba o que você ingressa

 

O primeiro ponto a partir do qual devemos começar são as fontes de ingresso que temos, como a renda total que recebemos. Feito isso, podemos melhorar nossos investimentos, como ser mais eficiente com nossas despesas. Se tivermos consciência do que ingressa, estaremos mais conscientes do que gastamos.

A partir daqui, devemos controlar nossas despesas

.

2.- Orçamentos

 

Administrando os ingressos, temos que ir para as despesas que temos a preparar nosso primeiro orçamento. Os orçamentos são feitos com base nas receitas e despesas que temos; portanto, precisamos saber também o que gastamos. Quanto mais precisas as informações, melhor, por isso, aconselhamos que você divida as despesas desta maneira:

– Fixas: despesas fixas são aquelas que são imóveis e que vamos pagar SIM ou SIM. Eles são representados por aluguel, hipoteca, eletricidade, água etc. Elas são chamadas de fixas porque sempre as vamos ter e nunca vão falhar (infelizmente).

– Variáveis: são despesas que variam por muitos fatores, tempo, circunstâncias pessoais, lazer etc. Pode ser altas ou baixas, o fato é que elas variam todos os meses e nunca são as mesmas.

 

3.- Estabeleça uma meta

 

Todos nós temos uma meta a cumprir a longo ou curto prazo, seja comprando uma casa, um carro, ser promovidos em nosso local de trabalho, começar uma família etc. Devemos trabalhar nossas finanças em torno desses objetivos, porque o dinheiro é poder e abrirá portas que nunca imaginamos poder ser abertas.

Caso desejemos investir em um negócio ou, diretamente, montá-lo, teremos que planejar bem o objetivo, pois teremos que economizar muito.

Muito importante: os objetivos devem ser alcançados, nada de desistir ou criar objetivos alternativos.

 

Economizando dinheiro

 

4.- Impostos

 

É MUITO importante que vocês saibam como funcionam os impostos de seus respectivos países de residência. Os impostos geralmente são periódicos e têm prazos de pagamento, por isso é CRUCIAL pagar dentro dos tempos para evitar sobretaxas que as tornam mais caras.

Normalmente, existe um imposto de renda (Imposto sobre os Rendimentos de Pessoas Singulares, em Portugal), outro imposto sobre bens imóveis (IBI em Portugal) e também, os impostos que pagamos por nossos produtos, como o imposto de circulação, das atividades econômicas, imposto corporativo (se você tiver uma empresa) etc.

 

5.- Bônus e ajuda

 

No caso de cumprir certos requisitos, podemos pedir algum bônus ou ajuda que nos permita economizar dinheiro e gastar menos. Existem certas ajudas à habitação, ajuda ao empreendedorismo etc., que nos dão um impulso importante para enfrentar o nosso dia-a-dia, como assistência de aluguel, etc.

Obviamente, se formos muito solventes e tivermos um salário anual alto, essas ajudas não serão concedidas. Por outro lado, o apoio ao empreendedorismo existe em muitos países, independentemente da renda que você possui.

Se você é jovem, pode procurar ajuda para ser um estudante universitário ou jovem (-25 anos), obtendo descontos interessantes.

 

6.- Amplie seu léxico financeiro

 

Você precisa saber o que é um arrendamento, o que é um depósito, o que é uma conta corrente, o que é um apuramento, etc. Em resumo, você deve adquirir as noções básicas de educação financeira:

  • Arrendamento: é um contrato de aluguel de um bem móvel ou imóvel. Existem duas partes: arrendador e arrendatário; o arrendador aluga a propriedade (mas mantém a propriedade) para o arrendatário usar e desfrutar. Eles geralmente têm uma duração limitada, embora possam ser indefinidos.
  • Leasing: é um contrato de aluguel com opção de compra. Funciona como o arrendamento básico, mas possui algumas obrigações características, tanto para o arrendador quanto para o arrendatário. Tem uma duração limitada e, após a conclusão do contrato, temos a opção de comprar ou desistir do bem.
  • Conta corrente: é um contrato que assinamos com uma instituição de crédito (banco ou banco de poupança) para a qual abrimos uma conta na qual direcionaremos nossos pagamentos, receberemos receita e poderemos usufruir dos serviços do banco (transferências, cheques, contabilidade etc.) .

 

7.- Cuidado com os investimentos

 

Investir o dinheiro ganhado com o suor do nosso rosto é uma decisão muito importante que envolve riscos. Podemos ir bem ou errar, tudo depende da sorte e da visão que temos nos negócios. Poderíamos dizer que investir é uma operação arriscada na qual podemos obter benefícios ou incorrer em perdas. Dê uma olhada nessas idéias de negócios para investir.

Obteremos benefícios quando recuperarmos os investimentos adicionados com mais dinheiro; Incorreremos em perdas quando não recuperarmos o investimento ou recuperarmos menos do que foi investido.

 

8.- Avaliar antes de comprar

 

Existem certos bens ou serviços que contratamos ou compramos e que requerem certa manutenção, como máquinas, casas, carros, motocicletas; veículos e bens imóveis em geral. Para saber se podemos arcar com a aquisição de tais bens, devemos pensar no que nos custará mantê-los, não no que nos custará adquiri-los.

 

9.- Otimizar despesas

 

Sempre teremos despesas, variáveis ou fixas, mas está em nossas mãos para otimizá-las. Por que pagar mais quando podemos pagar menos? Para fazer isso, estude bem todas as despesas que você possui e veja onde pode cortar. Uma recomendação da casa é que você os classifique como:

  • Despesas prioritárias: despesas fixas e despesas que, para nós, são prioritárias.
  • Despesas não prioritárias: gastos variáveis que podem ser reduzidos porque não são uma prioridade absoluta. Aí vinham seguros, serviços de streaming, assinaturas etc.

Nunca desista de um bom estilo de vida, apenas se adapte.

 

10.- Pense em sua jubilação

 

Mesmo que os que nos leem sejam jovens, você deve pensar que o dia em que não poderá trabalhar vai chegar. Quando isso acontecer, é necessário ter dinheiro suficiente para nos manter, como ter uma boa quantia para realizar os sonhos que não fomos capazes de realizar.

Normalmente, os aposentados costumam comprar o carro dos seus sonhos, fazer um cruzeiro, viajar muito etc. porque é tudo o que eles não foram capazes de fazer durante a sua vida. Leia mais sobre negócios online para jovens com pouco dinheiro. 

Se você seguir estas 10 noções básicas de educação financeira, gerenciará e administrará melhor seu dinheiro.

Considera que falta alguma noção? Qual é a mais importante para você?

LEIA MAIS ARTIGOS SOBRE Educação financeira básica para jovens

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *